Cozinha Integrada Furada Ou Uma Bacana Ideia

From bookingsilo_trade
Jump to: navigation, search


Página 3 De sessenta e seis



A Villa Medicea di Poggio a Caiano, bem como chamada de Ambra ou capriccio del Magnifico, é uma das mais famosas villas da Família Médici. acesse o endereço . A Villa Medicea di Poggio a Caiano em 1599, numa luneta de Giusto Utens conservada no Museo di Firenze com'era, Florença.



Relacionada Página Inicial . Entre 1470 e 1474, Lourenço encarregou Giuliano da Sangallo de realizar uma villa que se tornaria no protótipo da moradia senhorial de campo nos séculos seguintes. Entre as inovações originais pra data, registaram-se a arcada no andar térreo (quase uma zona de fronteira entre a paisagem circundante e a villa), o pórtico e o frontão classicista no piano nobile, e a ausência dum pátio central.



Com a morte de Lourenço, em 1492, os trabalhos pela villa ainda estavam, em grande porção, incompletos, tendo sofrido uma verdadeira paragem entre 1495 e 1513, em consequência a do exílio dos Médici de Florença. Só um terço da villa estava concluído, com a probabilidade frontal e a base com o pórtico já completos. Afresco do Salão de Leão X: "O cônsul Flaminio fala ao conselho dos Aqueus". Salão de Leão X: leia sobre de Pontormo e Alessandro Allori.






  • Noventa e sete "Uma amplo faísca atravessa Namekusei" Um Desfecho Trabalhoso três de Julho de 1991




  • Baús de couro importados da Ásia; produtos são vendidos no Empório Vieira Santos




  • 66 - Mesa lateral distinto




  • Quais os documentos exigidos




  • Academia do Dinheiro - Para as pessoas que não tem disciplina ao gastar zoom_out_map




  • sete de December de 2016 at 02:22




  • Visual futurista abundante em sofisticação






Ainda na época de Leão X foram iniciados os afrescos do salão pelos maiores mestres florentinos da data, os chamados "maneiristas": Pontormo, Andrea do Sarto e o respectivo Franciabigio. As pinturas foram concluídas cerca de 50 anos depois por Alessandro Allori, não sem algumas omissões ao projecto original. O brasão do Papa Leão X no tecto do Salão. A Villa di Poggio a Caiano permaneceu a toda a hora como a moradia estival dos Médici e, e também hospedar diversas personalidades, foi palco de interessantes eventos da tua história dinástica.



O teatro mandado fazer por Margarida Luísa de Orleães. Em 1661 chegou a Florença Margarida Luísa de Orleães, prima de Luís XIV de França e esposa de Cosme III. A princesa, com um carácetr profundamente desigual do taciturno e ultra-religioso Cosme e, principlamente, da Grã-duquesa mãe Vittoria della Rovere, foi, de facto, relegada para Poggio a Caiano.



mais informações aqui foi a moradia preferida do filho de Cosme III, o Príncipe Fernando, vasto amante das artes desapreciado prematuramente, que ali fez um activíssimo centro cultural. Representavam-se frequentemente comédias no teatro e por aqui havia reunido uma singularíssima colecção que chamava de "Gabinete das obras em miniatura de todos os mais ilustres pintores" (Gabinetto delle opere in piccolo di tutti i più celebri pittori).



Pormenor da fachada com o relógio mandado botar no século XVIII pelos Habsburgo-Lorena. Sala neoclássica. Com a vitória napoleónica, a Toscânia entrou na esfera de influência francesa, primeiramente como Reino da Etrúria e depois como porção do próprio Império Francês. Afresco numa das salas neoclássicas. Móveis expostos na Villa Medicea di Poggio a Caiano. Em 1919 a Administração da Residência Real doou a villa ao Estado Italiano.